terça-feira, 5 de junho de 2012

Nada ser





Ruas e praças


em contínua construção,


na cidade inacabada


em formas de concreto;


estranhado poder.






As flores de plástico


na loja da esquina


inspira e desanima


quem tenta vencer






a pressa e os passos


da multidão a caminhar


em direção alguma.


rumo ao nada ser.

Nenhum comentário: