terça-feira, 21 de abril de 2015

Fonte de Amor


O desejo que em mim habita
mais que nunca, hoje grita,
quisera correr, 
dançar.
Ainda há tempo,
minha alma, então,
se agita,
no ser onde
habita,
manancial de águas,
bendita
fonte de amor,
que não se cansa
de amar.

Nenhum comentário: